sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Compras / Janeiro a Junho de 2016 - I.

Meus amigos, chegou a altura de partilhar com vocês as compras que fiz em Londres. Não se admirem, eu não vos vou mostrar muitas coisas, mas, para o post não ficar longo, decidi dividi-lo em dois. Esta primeira parte vai conter essencialmente básicos e cuidados faciais que adquiri na Boots e na Superdrug, duas das minhas lojas favoritas.
Antes de mais, quero salientar que eu levei inúmeros produtos de Portugal e que a meio da minha estadia os meus avós vieram visitar-me, pelo que não senti a necessidade de comprar géis de banho, champôs e outros essenciais. No entanto, acabei por investir no champô seco Sheer + Invisible da COLab (£3.49). Eu não sabia muito bem o que esperar dele, até porque nunca tinha utilizado um, mas não fiquei desiludida. A linha S+I promete não deixar resíduos e, de facto, é verdade. Gostei! Ainda para o cabelo, adquiri uma miniatura da laca Elnett Satin Precious Oil da L'Oréal (£2.39) e não tenho nada a dizer. É apenas uma laca. Quanto aos Invisibobbles, eu pedi aos meus avós para me trazerem de Portugal porque em Inglaterra eles são demasiado caros. Ainda a nível de básicos, tive que comprar bandas para remover os pontos negros e de cera fria, uma lâmina, discos para retirar o verniz, várias embalagens de algodões e um Carmex. De uma forma geral, as marcas de supermercado são mais baratas que em Portugal. No entanto, há duas excepções: os discos de algodão que são caríssimos e não são nada de especial e as bandas para remover os pontos negros. A nível de discos, eu recomendo os da Primark que custam £0.50, trazem mais 20 unidades que as outras marcas e são bastante bons. Em relação às bandas para remover os pontos negros, a maioria ronda as £7, pelo que acabei por apostar nas da marca branca da Superdrug (£2.69) que estão sempre em promoção.

No que toca aos cuidados faciais, houve duas marcas que me surpreenderam pela positiva e isso nota-se pelo número de vezes que adquiri os seus produtos. Eu já vos falei da Hylamide e do quão bem me dei com o Booster Low-Molecular HA, mas ainda não teci nenhum comentário acerca do SubQ Eyes. Ele diz que age contra a desidratação, o envelhecimento, os papos e as olheiras e eu acho que ele cumpre quase tudo o que promete. Em relação à NIP+FAB, eu dou-vos dois conselhos: apostem na marca e façam-no na Superdrug. Regra geral, é a cadeia com melhores preços e, no caso dos discos, consegui comprá-los sempre com ~ 50% de desconto! Aliás, eu diria que os melhores negócios que fiz foram todos na Superdrug. Eu só recomendo a Boots se quiserem comprar alguma das suas marcas exclusivas ou miniaturas de maquilhagem, como é o caso da Benefit. Eu aproveitei a campanha de quatro miniaturas por £15 para testar o Triple Performing, o It's Potent e dois outros artigos que vão aparecer no o próximo post. Por fim, adquiri o tamanho de viagem de duas toalhitas: as da Yes To Cucumbers (~ £2/10 Un) e as da Ole Henriksen (£3/10 Un, em promoção). Estas últimas toalhitas foram uma valente desilusão. Além de serem caras, mesmo com o desconto, não são húmidas o suficiente para removerem a maquilhagem, mesmo que apenas de uma forma parcial. Não recomendo!

E vocês, já foram ao Reino Unido? Sem sim, o que compraram?

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Cosmética / Booster Low-Molecular HA da Hylamide.

Sabem quando vocês têm a certeza que vão gostar de uma marca mesmo sem nunca terem ouvido falar dela? Bem, foi exactamente isso que aconteceu com a Hylamide. Eu não conhecia a marca, não fiz nenhuma pesquisa nem nada do género. Apenas fiquei convencida com a apresentação e a formulação dos produtos. Na altura, esperei até terminar o Double Booster da KIKO para investir no Booster Low-Molecular HA, um sérum rico em ácido hialurónico que pode ser adicionado a outros cremes para potencializar os resultados, e não poderia ter ficado mais surpreendida.

- Sérum Facial: Booster, Low-Molecular HA | Hylamide.
O BLMHA contém cinco tipos de ácido hialurónico, um componente que ocorre naturalmente na derme e que está relacionado com os níveis de hidratação, nutrição e elasticidade da pele. O facto do ácido hialurónico estar presente em várias formas faz com que o mesmo tenha funções ligeiramente diferentes. De um modo geral, este é um sérum de hidratação e é exactamente isso que ele promete: hidratar a pele. Eu disse-vos que o que me tinha cativado na Hylamide tinha sido a formulação dos produtos e, de facto, não há como enganar. O ácido hialurónico aparece logo na terceira posição antecedido por leveduras e água. Os extractos de leveduras, além de serem uma das formas deste ácido, têm também propriedades anti-oxidantes, o que faz com que previnam os primeiros sinais de idade. A nível de textura, a mesma é um misto entre um gel e um líquido, pelo que é fácil de espalhar e de absorver. O cheiro é um pouco esquisito, sendo igual ao do fermento de padeiro, mas desaparece em contacto com a pele. Quanto aos resultados, a primeira coisa que eu notei foi o facto de não deixar qualquer resíduo depois de ser absorvido, dando até uma sensação de rosto despido. Eu aplico sempre um creme a seguir ao sérum, mas, neste caso, acho que é mesmo obrigatório. Por outro lado, o BLMHA não desilude na acção em profundidade, antes pelo contrário. Com o uso continuado, o aspecto e a textura da tez melhoram a olhos vistos, assim como os níveis de hidratação da derme. Mais do que hidratar, eu diria que este produto reequilibra a pele, mas fá-lo de uma forma em que nós vemos mesmo as diferenças. Eu poderia estar aqui a tecer mil e um elogios a este sérum, e seriam todos eles merecidos, mas acho que o facto de o ter voltado a comprar mal terminou quer dizer alguma coisa, certo?!
Preço: ~ 22€
Onde comprar? Apenas online: Maquillalia, Escentual, Boots, etc.
Pontuação: ♥♥♥♥♥ ♥♥♥♥ {9/10}
Para além do BLMHA, a linha Booster da Hylamide é constituída por mais quatro séruns: Booster Sensitive Fix (peles sensíveis e com rosácea), Booster Glow (rostos baços e de tom irregular), Booster C25 (uniformiza o tom e a textura da tez e reduz as linhas finas) e Booster Pore Control (regula a oleosidade e diminui o tamanho dos poros). Todos eles vêm embalados num frasco de vidro, com 30 ml de produto e um conta-gotas como doseador.
E vocês, já conheciam a Hylamide?

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Cosmética / Os Mais Usados - Verão 2016.

Adeus Verão, até para o ano! Chegou a altura de nos despedirmos do calor abafador e das roupas de praia. Eu não vou ter saudades, até porque a estação passada foi mázinha para mim, mas confesso que já estava com vontade de partilhar com vocês alguns dos artigos que tenho testado.
A minha rotina facial dos últimos meses não teve nenhum foco em especial, não usei apenas este ou aquele produto. Tentei apenas gastar todos os restinhos que tinha cá em casa e acho que fui bem sucedida. No entanto, houve duas águas micelares que se destacaram: a Hydrabio H2O da Bioderma que usei para limpar a minha pele de manhã e é, sem dúvida, a melhor água que já experimentei e a Purificante* da Diadermine que, apesar de também ser muito boa, tem um cheiro demasiado intenso que pode não agradar a toda a gente. Quanto ao tónico, não há como negar: o Serozinc [Review] é a água termal mais versátil que alguma vez utilizei. A sério, experimentem! Outra coisa que também me surpreendeu pela positiva foi o sérum hidratante da Bioderma. Ele deixa a pele confortável, não é muito caro e, mais importante do que isso tudo, tem ingredientes que valem a pena incluir nos cuidados faciais. Para além do Hydrabio Serum, usei e abusei do Optíva Radiance Boosting Eye Balm* da Boots Laboratories para hidratar a zona periocular, do Benamôr* [Review] como creme de noite e do BB10 da GoodSkin Labs que foi o meu protector solar com cor. Por acaso, fiquei bastante contente com o BB10. Ele foi barato, custou cerca de 3€ na Douglas do Freeport, e está disponível em vários tons, sendo o mais claro digno de lulas como eu.

A nível de produtos capilares, eu já ando a testar o champô BC Moisture Kick da Schwarzkopf há mais de um ano. Não se espantem, ele só não acabou por dois motivos: eu não o levei para Londres nem para França e não costumo lavar o meu cabelo mais de duas vezes por semana. Seja como for, a verdade é que eu dou-me bem com ele e não quero que termine. Em relação ao condicionador, quem tem caracóis, sabe a quantidade de produto que temos de gastar para amaciar o cabelo e eu tomei uma decisão: apostar apenas nos da Pantene que são bons e baratos e, até agora, não estou arrependida. Na mesma linha de pensamento, comecei a utilizar a máscara de Óleo de Abacate da Novex que não é nada de especial. É um daqueles produtos que temos mesmo de exagerar na dose aplicada para vermos alguns efeitos, mas a relação entre a quantidade e o preço é tão boa que eu não me preocupo muito com isso. O Oil-In-Gelée* da Schwarzkopf foi a melhor descoberta que fiz nos últimos tempos: além de embelezar o cabelo, é capaz de baixar de uma forma bonita e natural os fios mais rebeldes. Por fim, em relação aos artigos corporais, usei até à exaustão o Spray & Go da Vasenol [Review] que é uma óptima opção para os dias quentes de Verão e o Honey Touch da Rituals. Eu já tinha partilhado com vocês que queria dar mais atenção à Rituals, pois tudo o que experimentei gostei, e o HT é mais um exemplo de um produto subvalorizado que eu acho que vale imenso a pena.
E vocês, quais foram os vossos favoritos de Verão?
*Produtos patrocinados

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Portfólio Mensal / Agosto de 2016.

Já é tarde para vos mostrar alguns pedaços dos meus dois últimos meses?! Eu espero que não! Julho foi o mês dos meus anos e de muitos outros momentos agradáveis. Por outro lado, Agosto começou mal, comigo ainda doente, mas terminou com uma boa notícia: livrei-me das minhas maleitas e pude ir para Viseu sem grandes preocupações.
Pois é, Portugal ganhou o Euro 2016! Não pensem que assisti aos jogos com fervor porque é mentira. Eu nem gosto de futebol, mas a verdade é que fiquei feliz por Portugal ter ganho um campeonato tão importante e foi, sem dúvida, uma conquista para o nosso país. Outra coisa que marcou o mês de Julho foi o lançamento do Pokémon GO. Eu sei, eu sei, muitos de vocês não compreendem o jogo nem o alvoroço que se gerou em torno dele. Eu, que cresci a ver as aventuras do Ash, da Misty e do Brock, não podia deixar de instalar o Pokémon. Em dois meses, cheguei ao nível 24, registei mais 110 Pokémons diferentes no meu Pokédex e agora posso-vos dizer que já estou farta do jogo. É que acaba por ser mais do mesmo e eu já conquistei quase tudo o que podia. Em relação ao meu dia de anos, decidi passá-lo em Lisboa. Almocei n'A Cevicheria, lanchei na Magnum Store, fui à Tease comprar o meu cupcake de aniversário e jantei no Hanami do Almada Forum. A minha opinião acerca destes restaurantes é que todos eles valem a pena, apesar de ter ficado um pouco desiludida com a loja da Magnum. Eu estava à espera de encontrar mais coisas diferentes para além das coberturas, mas a verdade é que isso não aconteceu. O interior é sempre o mesmo e os chocolates líquidos também são os três mais comuns: leite, branco e preto. Quanto às prendas, recebi uma mala preta, uns brincos da Pandora e uns óculos de sol. Para além disso, ofereceram-me algumas coisas relacionadas com a beleza que vão aparecer num post de compras. Outra coisa: já viram os koalas fofos d'A Loja do Gato Preto? O pequeno já é meu! ♥
A nível de restaurantes, tirando os que fui no meu aniversário, não tenho experimentado muitos sítios novos. Em Julho, gostei muito de conhecer dois italianos: o Popolo e o Forno d'Oro que viu as suas pizzas destacadas com um prémio equivalente às estrelas Michelin. Por outro lado, em Agosto, fiquei surpreendida pela negativa com os sushis que abriram na Margem Sul. O da imagem é o Tamashi e funciona à base de rodízio, mas a variedade de peças deixa um pouco a desejar. Ainda assim, o Sakaná conseguiu desiludir-me ainda mais, tanto que acabei por sair do restaurante sem terminar a minha refeição. A casa não estava totalmente cheia e, mesmo assim, estive mais de duas horas à espera da comida que vinha a conta-gotas. Em Setembro, vai fazer quatro meses desde que me aventurei pelo mundo das unhas de gel e, até agora, a manicure do mês passado foi a minha favorita. Simples, com um toque de cor e diferente de tudo aquilo que se costuma ver. Adorei! E vocês, o que acham? Os amigos têm um papel muito importante na vida da maioria das pessoas e eu não sou excepção. Felizmente, tenho a sorte de ter pessoas que me acompanham há muitos anos e, claro, aproveitei o Verão para estar com as minhas duas melhores amigas. Outra coisa que gosto sempre de fazer em Agosto é ir às Festas de Corroios e a algum concerto gratuito. Este ano fui ver o David Carreira e aproveitei o último dia de feira para comer uma waffle e ver o fogo-de-artifício característico do dia de fecho.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

30º Sorteio / O Teu Melhor Look Showroomprive - Voucher 50€.

Então, digam-me lá: as aulas já começaram? Estão de volta ao trabalho? Ou candidataram-se à Universidade e estão agora a matricularem-se? Seja qual for o vosso caso, espero que o mês de Setembro esteja a correr bem e eu e a Showroomprive temos algo que vos vai alegrar! Afinal, quem é que não gosta de comprar coisas novas?!
Showroomprive é um site de vendas privadas, de origem francesa, que prima por vender artigos de marcas caras a preços imbatíveis. Lá podem encontrar as mais diversas categorias, desde acessórios a roupa, decoração e cosméticos, tudo com um desconto médio de 70%. Todas as semanas há novidades, pelo que os produtos disponíveis nem sempre são os mesmos.

Bem, desta vez, a temática do sorteio vai ser um pouco diferente. O objectivo é criarem o vosso melhor conjunto para o regresso às aulas. Depois eu e a Showroomprive escolhemos o vencedor. Para participarem, é obrigatório partilharem o vosso conjunto nas redes sociais (Facebook ou Instagram), taguearem-me a mim (@AndyBeFashion) e a dois amigos e colocarem a hashtag #LookBeFashionShowroomprive. A participação tem que estar visível publicamente e podem criar os coordenados que quiserem. Para além disso, é necessário seguirem o Be Fashion na respectiva rede social e inscreverem-se no site da Showroomprive. Caso tenham alguma dúvida, as regras estão todas no formulário.
a Rafflecopter giveaway
Notas importantes:
- O sorteio é apenas válido para Portugal Continental e Ilhas;
- Participações que apresentem links que não sejam directos ou que remetam para perfis privados serão eliminadas sem qualquer tipo de aviso;
- O passatempo termina no dia 21 de Outubro de 2016;
- O vencedor será escolhido com base na originalidade e harmonia do conjunto proposto;
- O envio do prémio sorteado fica a cargo da Showroomprive;
- Qualquer dúvida, podem enviar um e-mail para andy.befashion@gmail.com.

Boa sorte a tod@s!!

domingo, 11 de setembro de 2016

Cinema / Filmes da Semana #58.

Todos nós temos aquelas personagens que marcaram a nossa infância e as minhas foram duas. A Rainha Má da Branca de Neve assustou-me tanto, mas tanto que, durante anos e anos, me recusei a ver o final do filme. Por outro lado, sempre adorei a Bela. Primeiro porque vivia em França, depois porque me identificava com ela e, por fim, porque o castelo do Monstro estava cheio de decorações falantes e eu sempre adorei coisas fofinhas, com olhos e que falassem. O Tarzan e o Quasimodo também foram bastante acarinhados por mim. Hoje em dia, as personagens que me marcam são completamente diferentes, mas a verdade é que fico sempre com imensa nostalgia quando vejo que as tramas que me acompanharam durante tanto tempo estão a ser reinterpretadas e, de certa forma, actualizadas.

- A Lenda de Tarzan:
Classificação (IMDb): 6.5/10
Género: Acção/Aventura
Classe Etária: M12
Duração: 110 min.
Sinopse (SAPO Mag): "O homem outrora chamado Tarzan, trocou a selva africana pela vida citadina em Londres, onde vive passados muitos anos, como John Clayton III, Lord Greystoke, na companhia da sua amada esposa Jane. É então que John é convocado pela rainha para regressar ao Congo, como emissário do Parlamento, para investigar uma série de estranhos acontecimentos, onde acaba por perceber que é um peão num jogo de ganância e vingança, idealizado pelo capitão belga Leon Rom."
Recomendo? Numa palavra, fantástico! Eu já estava à espera de tecer imensos elogios ao remake do Tarzan. Agora não estava era a contar com um filme tão interessante, engraçado e divertido. A história é uma espécie de continuação dos desenhos-animados e está super bem feita. Recomendo!

- À Procura de Dory:
Classificação (IMDb): 7.8/10
Género: Animação
Classe Etária: M6
Duração: 103 min.
Sinopse (SAPO Mag): "Dory, peixe-fêmea azul com problemas de memória que é ao mesmo tempo a personagem preferida de toda a gente de "À Procura de Nemo", é agora protagonista desta aventura subaquática que o reúne com os amigos Nemos e Merlin numa demanda de respostas sobre o seu passado... Do que é que se consegue lembrar? Porque é que tem tantas falhas de memória? Quem são os seus pais? E onde é que aprendeu a falar baleiês?"
Recomendo? A loucura do Nemo já passou há uns bons anos e eu lembro-me que simpatizei com o peixinho cor-de-laranja. Quanto à Dory, na altura, não lhe prestei grande atenção e agora entendo o porquê. A verdade é que, enquanto personagem, não é tão cativante como o Nemo, ou então fui eu que cresci e mudei bastante de gostos. Em todo o caso, não deixa de ser uma proposta interessante para o público infantojuvenil.

- Convergente: Parte 1:
Classificação (IMDb): 5.8/10
Género: Acção/Aventura
Classe Etária: M12
Duração: 121 min.
Sinopse (SAPO Mag): "Após as dramáticas revelações de "Insurgente", Tris tenta fugir com Four para lá dos muros que cercam Chicago. Pela primeira vez deixam a família e a única cidade que alguma vez conheceram. Do lado de fora, novas e chocantes revelações desafiam Tris e Four, ao mesmo tempo que se desenrola uma impiedosa batalha que ameaça toda a humanidade."
Recomendo? Se já não tinha achado piada ao "Insurgente", esqueçam, a primeira parte do "Convergente" foi ainda pior. Filme aborrecido, sem grande nexo e que me fez quase adormecer. Não recomendo!

- Jason Bourne:
Classificação (IMDb): 6.9/10
Género: Acção/Aventura
Classe Etária: M12
Duração: 123 min.
Sinopse (SAPO Mag): "Paul Greengrass, o realizador de "Supremacia" e "Ultimato", volta a juntar-se a Matt Damon neste novo capítulo do franchise "Bourne", em que o ex-agente mais letal da CIA sai da sombra."
Recomendo? Eu e o Bourne nunca fomos grandes amigos e eu nem sei bem o porquê. Esta última trama acrescenta alguns factos importantes à história, não é só acção nem pancadaria. Por outro lado, também não tem um argumento exemplar nem é daqueles títulos imperdíveis. Acima de tudo, correspondeu às minhas expectativas, apesar de ter achado a morte de uma certa personagem muito precoce.

- Mulheres Procuram-se Para Ir a Casamento:
Classificação (IMDb): 6.4/10
Género: Comédia
Classe Etária: M12
Duração: 98 min.
Sinopse (SAPO Mag): "Os irmãos sempre prontos para a festa, Mike e Dave, colocam um anúncio online para encontrarem raparigas respeitáveis para serem o seu par no casamento da irmã deles que irá ter lugar no Hawai. Pensando que serão a alma da festa, os rapazes acabam por ser enganados e ultrapassados em grande, pelas duas aparentemente respeitáveis raparigas."
Recomendo? Um guião que conjugue viagens com casamentos e festas é uma aposta quase garantida e o MPPIC não desiludiu. Tem o seu quê de romance, mas é essencialmente uma comédia muito divertida, alegre e fácil de ver. Gostei!

- O Dia da Independência: Nova Ameaça:
Classificação (IMDb): 5.4/10
Género: Acção/Aventura
Classe Etária: M12
Duração: 120 min.
Sinopse (SAPO Mag): "Sempre soubemos que eles iam voltar. Depois de "O Dia da Independência" ter redefinido os padrões dos "filmes de desastres", esta nova produção traz uma catástrofe global de um nível inimaginável. Através de tecnologia alienígena recuperada da primeira invasão, as nações da Terra têm colaborado em conjunto num enorme programa para proteger o planeta. Porém nada nos pode preparar para a força avassaladora e sem precedentes dos aliens. Apenas a ingenuidade de alguns corajosos pode trazer o nosso mundo de volta da beira da extinção."
Recomendo? Eu não vi a prequela de 1996, mas a versão de 2016 está bem feita. No meu ponto de vista, e para o meu gosto, não é o título do ano. É apenas uma proposta de acção que é capaz de entreter e cativar o espectador. O final é que poderia ter sido melhor, mas pronto.

HOT da Semana: "A Lenda de Tarzan"
NOT da Semana: "Convergente: Parte 1"

E vocês, que personagem marcou a vossa infância?