quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Mais Andy / Story Time - O Meu Primeiro Acidente de Carro!

2017 foi um ano incrível, onde consegui realizar quase todos os objectivos que tinha delineado no início do ano. Viajei muito, explorei cidades de cinco países diferentes, incluindo algumas de Portugal. Comecei um doutoramento, desisti no mês seguinte e voltei a iniciar um projecto académico, projecto esse que se adequa a mim e ao que eu pretendo fazer da minha vida. Pelo meio, fui a vários eventos enquanto blogger e colaborei com algumas marcas que nunca antes tinha trabalhado. Infelizmente, fui também ao meu primeiro funeral e tive um acidente de carro, uma experiência totalmente nova para mim e que não correu como o esperado. Bem, pelo menos, numa primeira etapa e é isso que hoje venho partilhar com vocês.
Antes de vos contar como foi toda a história do acidente, deixem-me por-vos a par da minha condução: eu não gosto de conduzir, mas até acho que não me safo mal. Ando a uma velocidade que eu chamo de segura e controlada e que, para a maioria das pessoas, é capaz de ser um pouco lenta. Ora no dia em questão, tinha chovido um pouco, mas nada de especial. Também não era uma hora de muito trânsito. Basicamente, passei a seguir ao almoço numa via com prioridade e reparei num veículo que tinha ar que não ia respeitar o seu sinal de STOP. Eu ainda buzinei e travei, mas, mesmo assim, ele bateu-me no lado direito do carro. Até aqui tudo bem, pensei eu. A situação era simples de perceber, não havia dúvidas do que tinha acontecido e só precisávamos de assinar a declaração amigável de acidente. Os problemas começaram quando um dos senhores saiu da viatura, olhou para mim e pensou que eu seria um alvo fácil de enganar. Primeiro disse que a culpa era minha, que eu é que lhe tinha batido e que ele estava parado. Obviamente, eu não me fiquei e respondi que não era bem assim e que ele é que devia ter respeitado o sinal de STOP. Ele continuou a teimar, até que apareceram imensos populares que ficaram do meu lado e disseram que o senhor se estava a tentar aproveitar do facto de eu ser nova e ter um aspecto ainda mais jovial. O passo seguinte foi chamar a polícia, um filme que eu nunca pensei que fosse acontecer. Tentei ligar para a esquadra da zona do acidente e eles não atenderam. Tentei duas, três vezes e nada! Decidi ligar para o 112 e, assim que disse que não havia feridos, mandaram-me ligar para um outro número, número esse que me pôs em espera e nunca respondeu. Entretanto, saíram mais dois senhores do carro e os três continuaram a barafustar até que se aperceberam que eu não ia desistir de contactar a polícia. Aí começaram a dizer que o meu carro estava óptimo e que tinha sido apenas uma leve batida, batida essa que se resolvia com uns pozinhos mágicos quaisquer. Nesta altura, eu ainda não tinha saído do meu carro e, mal o fiz, apercebi-me que ele estava tudo menos óptimo. Os dois faróis do lado direito estavam deslocados, já para não falar do pára-choques que ficou todo arranhado. Ora, o meu veículo é novo e, como é óbvio, eu não queria nenhuns pós milagrosos. Queria sim que ele voltasse para a oficina e saísse impecável, tal como estava antes do acidente. Entretanto, um dos populares conseguiu comunicar com a polícia, mas as notícias não eram boas: não havia nenhuma brigada de trânsito disponível, pois a única existente tinha sido chamada para um atropelamento e eu tinha que esperar. Assim foi, esperei e esperei bastante! O trânsito começou a ficar caótico, a esquadra recebeu cada vez mais chamadas a pedirem auxílio e, inclusive, apareceu uma brigada para tentar, sem grande sucesso, acabar com o problema. Assisti a uma cena de good cop, bad cop e tive muita paciência. No final, mais de 2h30 depois, a polícia de trânsito chegou, resolveu a ocorrência em dois minutos (literalmente) e pronto... Ficou tudo bem!

Nisto tudo, aprendi duas coisas: há muito mais gente do que eu pensava a tentar aproveitar-se da ingenuidade e da boa vontade dos jovens e a polícia nem sempre está lá quando precisamos. Toda esta situação do tempo de espera podia-se ter tornado muito mais complicada se não existissem tantos populares na rua aquela hora.

E vocês, já passaram por uma situação destas? Se sim, como resolveram?

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Cinema / Filmes da Semana #62.

Está decidido! Vou começar a juntar vários filmes num post até conseguir actualizar-vos, mas, calma, não se preocupem, a ideia não é criar um texto com o comprimento da Muralha da China. Apenas vou resumir alguns títulos e dar-vos uma breve opinião sobre eles. Os que eu mais gostei ou que achei que tiveram mais destaque por parte da imprensa vão ser mais desenvolvidos, como sempre fiz. Então, na categoria dos filmes que vi e que gostei, mas que não acrescentaram nada de novo ao meu reportório estão: os "Passageiros", "Assassin's Creed", o "xXx: O Regresso de Xander Cage", "A Grande Muralha", "Kong: Ilha da Caveira", "Ghost In The Shell: Agente do Futuro" e "Ladrões Com Muito Estilo", sendo que eu recomendo-vos principalmente a assistirem ao primeiro e ao último filme. Por outro lado, no início do ano, tive a oportunidade de ver a película mais aborrecida do século. Bem, talvez esteja a exagerar, mas a verdade é que o "Silêncio" deixou muito a desejar. Argumento muito repetitivo, história sem qualquer tipo de acção e até os próprios actores pareciam desiludidos com a trama. Não aconselho!

- A Bela e o Monstro
Classificação (IMDb): 7.3/10 ★ Género: Musical ★ Classe Etária: M12 ★ Duração: 129 min.
Sinopse (SAPO Mag): "A fantástica história de Bela, uma jovem brilhante, bonita e independente, que é aprisionada por um Monstro no seu castelo. Apesar dos seus receios, torna-se amiga dos empregados encantados do castelo e consegue ver para além do terrível exterior do Monstro quando começa a conhecer a alma e o coração do verdadeiro Príncipe que vive no seu interior."
Recomendo? "A Bela e o Monstro" foi, sem dúvida, uma das estreias mais esperadas deste ano. Eu confesso que estava com elevadas expectativas. Afinal, não é todos os dias que vemos a história da nossa princesa favorita recriada com personagens de carne e osso. Bem, e que bela recriação... Desde os cenários, ao guião e à representação, não houve nada que me desiludisse. Muito bom, mesmo!

- As Cinquenta Sombras Mais Negras
Classificação (IMDb): 4.6/10 ★ Género: Drama/Romance ★ Classe Etária: M16 ★ Duração: 118 min.
Sinopse (SAPO Mag): "Quando o magoado Christian Grey tenta seduzir, a agora bem mais cautelosa, Anastasia Steele, ela exige novas regras antes de lhe dar outra oportunidade. Quando os dois começam a ganhar confiança e a encontrar estabilidade como casal, começam a aparecer figuras sombrias do passado de Christian, determinadas a destruir as suas esperanças num futuro conjunto."
Recomendo? A minha relação com esta saga tem muito que se diga: eu não grande fã da trilogia nem acho que os argumentos sejam extraordinários, mas a verdade é que retrata um romance bem diferente do normal e eu tenho gostado de o acompanhar. Na minha opinião, este capítulo é muito melhor, mais interessante e cativante que o anterior. A história tem mais pormenores engraçados e nota-se também um evoluir na cumplicidade entre os actores e na autoconfiança de Anastasia. No entanto, acho que o filme perdeu um pouco do erotismo característico d'"As Cinquenta Sombras". Ainda assim, gostei e tenciono assistir ao derradeiro final desta trilogia.

- Logan
Classificação (IMDb): 8.2/10 ★ Género: Acção/Aventura ★ Classe Etária: M16 ★ Duração: 137 min.
Sinopse (SAPO Mag): "No futuro, um exausto Logan, escondido na fronteira mexicana, cuida do adoentado Professor X. Mas as tentativas de Logan para se esconder do mundo e do seu próprio legado, acabam quando uma jovem mutante chega, sendo perseguida por forças obscuras."
Recomendo? O "Logan" é capaz de ser a película mais estranha que vi desta série da Marvel. Talvez por se passar no futuro e as personagens não serem aquelas a que estamos habituados, mas não foi por isso que fiquei desiludida. Na realidade, até fiquei surpreendida, pois foi a primeira vez que vi o Wolverine a sair do contexto de lobo solitário que tudo faz para proteger a amada. Este título além de mais familiar, acaba com algumas personagens que foram cruciais para o desenvolvimento dos X-Men. Há quem diga que o "Logan" é um fechar do ciclo do Wolverine e, se assim for, acho que não poderiam ter terminado da melhor forma. No geral, gostei muito da trama, dos novos mutantes e tenho a certeza que vamos saber mais sobre eles nos próximos filmes. Recomendo!

- Rogue One: Uma História de Star Wars
Classificação (IMDb): 7.8/10 ★ Género: Ficção Científica ★ Classe Etária: M12 ★ Duração: 134 min.
Sinopse (SAPO Mag): "«Rogue One: Uma História de Star Wars» decorre antes dos eventos de «Star Wars: Uma Nova Esperança» e conta a história de uns heróis improváveis que se unem para roubar os planos da temida Estrela da Morte."
Recomendo? É incrível, desde que a Disney comprou o Star Wars, em 2012, já saíram dois títulos, sendo que o terceiro estreia já no próximo mês! Em relação ao Rogue One, confesso que não adorei. A qualidade visual é fantástica, os efeitos especiais também, mas a própria história deixou um pouco a desejar. Eu penso que o RO seja um prequela e que, por isso, não seja necessário conhecer nenhum dos filmes anteriores. Ainda assim, senti-me várias vezes perdida ao tentar acompanhar o roubo dos planos da Estrela da Morte.

- Velocidade Furiosa 8
Classificação (IMDb): 6.8/10 ★ Género: Acção/Aventura ★ Classe Etária: M12 ★ Duração: 136 min.
Sinopse (SAPO Mag): "Agora que Dom e Letty estão em lua-de-mel, e Brian e Mia afastaram-se - e o resto do grupo foi exonerado - a equipa que corre o mundo encontrou algo semelhante a uma vida normal. Porém, quando uma misteriosa mulher seduz Dom para o mundo do crime, do qual parece não ser capaz de escapar, ele acaba por trair aqueles lhe são mais próximos, pondo-os à prova. Desde as margens de Cuba e as ruas de Nova Iorque até às planícies geladas do Ártico do Mar de Barents, a nossa força de elite vai atravessar o mundo para impedir que um anarquista lance o caos no cenário mundial... e trazer de volta a casa o homem que os tornou numa família."
Recomendo? A VF é um clássico que eu acompanho desde 2003, quando saiu o segundo capítulo, tinha eu 12 anos. Com o avançar do tempo, a minha opinião mudou e os meus gostos também. Hoje em dia, entendo que 90% das cenas são completamente irreais e que o guião não é assim tão fantástico. Ainda assim, são tramas divertidas, capazes de entreter e de prender o espectador e a "Velocidade Furiosa 8" não foi excepção. A história em si não é nada de nada de especial, nem sequer é uma das minhas favoritas, mas é como vos digo: já que sigo esta série há tanto tempo, quero acompanhá-la até terminar.

HOT da Semana: "A Bela e o Monstro"
NOT da Semana: "Silêncio"

E vocês, têm ido ao cinema? O último filme que vi foi a "Liga da Justiça" e gostei bastante dele!

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Wishlist / A Cobiçar #33...

É hoje! É hoje o dia da Black Friday! A minha ideia é aproveitar as promoções para comprar roupa e um ou outro acessório, mas as possibilidades são muitas. Podem encontrar desde electrodomésticos, telemóveis e câmaras fotográficas a artigos de decoração, viagens, cosmética e maquilhagem. Até os cinemas NOS aderiram a esta campanha! Resumindo, há ofertas para todos os gostos e carteiras, pelo que é a altura ideal para comprarem as primeiras prendas de Natal. No meu caso, e tal como vos disse, já sei o que quero e é isso que hoje venho partilhar com vocês.
Como sabem, eu adoro a Tous e os descontos dão o empurrãozinho que preciso para adquirir os produtos deles. Regra geral, a marca baixa os preços de quase todas as linhas e eu gosto de duas: da Camille (pulseira e brincos) e da Join (só a pulseira). Na realidade, eu já partilhei com vocês várias vezes o meu amor pela segunda pulseira, mas a verdade é que nunca tive coragem de a comprar. Além das bijutarias, também sou fã das malas da marca e a que está na imagem tem tudo a ver comigo. É pequena, versátil, dá para usar à tiracolo e tem lantejoulas que é algo que me agrada bastante. Ainda a nível de acessórios, vou espreitar as promoções da Pandora. O site não é muito explícito, mas já deu para perceber que não vou encontrar nada da Disney nem da Pandora Rose, que era o que eu queria. Outra loja que tenciono visitar é a The Body Shop. Eu vou à procura dos kits de Natal, tal como o adorável Robot Money Box que também é um mealheiro, e dos esfoliantes corporais da marca. Por fim, aquilo que eu preciso e quero mesmo comprar é roupa de Inverno, mais propriamente da Zara. Na montagem, pus dois exemplos de peças que têm pormenores que me agradam: pêlo e brilhantes.

Para além destas lojas, vou também passar n'O Boticário cujos perfumes estão quase todos a metade do preço e n'A Loja do Gato Preto que está com 20% de desconto em tudo, inclusive na colecção de Natal.

E vocês, vão aproveitar as promoções da Black Friday? Muitas delas prolongam-se até domingo, por isso, se quiserem investir em alguma coisa, já sabem! :)

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Maquilhagem / 5 Novidades de Natal.

Com o avançar de Novembro, o Natal está ao virar da esquina e muitas são as marcas que aproveitam esta altura para atacarem o mercado. Regra geral, a nível de cuidados faciais, a oferta recai nos kits promocionais. Quanto aos perfumes e aos produtos para o corpo, é agora que os aromas quentes invadem as lojas. Por outro lado, as marcas de maquilhagem aproveitam estes meses para revelarem as novidades, muitas de edição limitada, e hoje venho partilhar com vocês cinco dos meus lançamentos favoritos.
É impossível falar de colecções de Natal sem mencionar os produtos da Too Faced que, para mim, é a marca que mais capricha e inova nesse campo. Pessoalmente, destaco o conjunto Boss Lady Beauty Agenda que inclui uma paleta super completa, um mini batom Melted Matte vermelho, uma miniatura da famosa máscara Better Than Sex, uma agenda com vista semanal e autocolantes para a podermos decorar. Muito original, não acham? Outro kit que me chamou a atenção foi o Best Year Ever que tem uma miniatura da BTS e três paletas, uma com tons rosa, outra com sombras neutras e outra que é ideal para maquilhagens nocturnas ou de festa. Para os amantes de batons, a marca criou o Melted Matte na cor Gingerbread Man que confesso que me deixou super curiosa, principalmente por causa do cheiro. Por outro lado, a MAC apostou nos tradicionais kits de glosses, batons, pincéis e vernizes e lançou também alguns batons e sombras individuais. As embalagens são lindas e as cores também, sendo as minhas preferidas as que pus na imagem. Por fim, a Urban Decay ainda não apresentou nada específico para o Natal, mas tem lançado algumas novidades, entre elas a máscara de pestanas Troublemaker. Ela promete pestanas gordas, farfalhudas e diz que tem um efeito bastante duradouro e resistente.

Eu confesso que não me importava nada de experimentar a Troublemaker. E vocês, qual foi a novidade que vos deixou mais curiosos?

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

30 Antes dos 30 / Update #3.

Dizem que demora um pouco mais de um mês até nos habituarmos a uma nova rotina. Bem, eu acho que preciso de muito mais tempo. A verdade é que a minha vida foi mudando ao longo do ano e hoje venho-vos contar um pouco o que aconteceu e também fazer-vos uma breve actualização na lista de coisas que quero fazer antes de ter trinta anos.
 Visitar 20 países diferentes - Este ano, viajei muito mais que o habitual. 2017 começou comigo na Rússia, em Abril, fui passar um fim-de-semana prolongado no Parque Warner Madrid e, um mês depois, fui a Salamanca e a mais algumas cidades espanholas. Na altura dos meus anos, passei em Sevilha para ir à Isla e Agua Mágica e, ainda no Verão, tive a oportunidade de conhecer a República Dominicana, mais propriamente Punta Cana. Tendo em conta que já tinha estado em Espanha e que também já tinha contabilizado a Rússia no Update #2, a minha lista de países visitados conta agora com 11 e, se tudo correr bem, ainda vai aumentar mais um pouco.

♥ Fazer mergulho & Fazer parasailing - Eu sempre disse que quando fosse a um sítio paradisíaco ia aproveitar para praticar estas duas modalidades desportivas. Infelizmente, tenho asma e outros problemas respiratórios, pelo que só posso mergulhar com autorização médica, coisa que, na altura, não sabia nem tinha. Quanto ao parasailing, posso-vos dizer uma coisa: é uma experiência inesquecível! Não é uma actividade radical, antes pelo contrário. Dá para descontrair, ter a sensação do que é voar e, claro, apreciar as vistas. Vou voltar a repetir, sem dúvida!

 Encontrar a minha vocação profissional - Se acompanham o meu trabalho, sabem que acabei o mestrado em 2015 e que em 2016 fui para Londres estagiar. Quando cheguei a Portugal, fiquei bastante doente, o que fez com que decidisse parar durante uns tempos, até porque não sabia que área queria seguir. Entretanto, fiz uns biscates relacionados com as redes sociais e candidatei-me a três bolsas de doutoramento, sempre sem saber o que queria fazer da minha vida. Em Maio, recebi a primeira resposta positiva a uma das bolsas e resolvi aceitar. A verdade é que eu tinha noção que não ia adorar o tema, mas nunca pensei que fosse tão mau, tanto que, um mês depois, desisti! Em Julho, um dia antes de fazer anos, soube que o meu projecto favorito, aquele que eu mais queria, tinha sido aprovado e, pronto, desde Setembro que estou a tratar de papelada, sendo que foi em Outubro que comecei a trabalhar oficialmente. Posto isto, estou há pouco mais de um mês com uma nova rotina e ainda não aprendi a gerir o tempo. Eu sei que aos poucos chego lá e só espero voltar a conseguir estar presente tanto nas redes sociais como aqui no blog! :)

Acreditem, não há nada mais gratificante do que ver os meus objectivos cumpridos. E vocês, também têm uma lista de desejos?