quinta-feira, 9 de junho de 2011

Compras / Movimento 560.

Meninas, hoje em dia, o que mais se ouve na comunicação social são cortes e mais cortes. Medidas de austeridade para aqui, FMI para ali. Recentemente, ouvi dizer que, se cada um de nós gastasse 100€ em produtos portugueses, a nossa economia crescia imenso! Assim sendo, venho-vos apelar para terem em consideração o produto antes de o comprar, de forma a tentar aumentar a nossa economia e reduzir os anos de contenção.
Em termos de compras de supermercado, vejam o código de barras. Se começar por 560, significa que o produto ou é português, ou foi embalado cá ou feito cá (mesmo que a empresa tenha a sede noutro país). Seja qual for o caso, a sua compra aumenta a economia portuguesa. Claro que, se o produto for 100% português, ainda aumenta mais!

A nível de férias, a estratégia é a do "vem para fora, cá dentro", pois assim o dinheiro gasto em hotéis, comida, etc fica todo dentro de Portugal. Claro que isso não invalida irem para fora do país também. Por exemplo, se uma família pode passar três semanas de férias, porque não ir para uma cidade com cultura e coisas para ver, como, por exemplo, Londres, Paris, etc e depois passar as férias com praia no nosso Algarve?!

Quanto à moda e maquilhagem, o ideal é adquirirem produtos portugueses, pelo que andei uns tempos a angariar marcas para vos poder listar. Penso que ainda me faltam algumas, mas já dá para terem uma ideia!

Marcas portuguesas do ramo dos acessórios:

Casa Batalha; Parfois.

Marcas portuguesas do ramo do calçado:
Aerosoles; Charles; Fly London; Foreva; Hera; Seaside.

Marcas portuguesas do ramo dos cosméticos e da maquilhagem:

Andreia; Cliché; Dermacélsia; Inocos.

Marcas portuguesas do ramo da joelharia e relógios:

Eletta Vilamoura; Eugénio Campos; One.

Marcas portuguesas do ramo do vestuário:
Dielmar; Globe; Lanidor; Quebramar; Petit Patapon; Red Oak; Sacoor; Salsa; Throttleman; Tiffosi.

Para além destas marcas conhecidas, a Nails4'Us também é portuguesa. Assim como a Lúcia Piloto, mas esta já vocês devem saber! ;)
Sei que é muito fácil dizer façam isto e aquilo, quando, por vezes, até mesmo a pessoa que sugere não o faz. Por isso, acho que devo dizer se compro com frequência nessas lojas ou não. Olhem, em termos de compras de supermercado, tento sempre dar uma olhadela nos códigos de barras. A nível de férias, vou quase sempre para o Algarve, mas confesso que não vou com grande agrado, uma vez que já estou farta dessas praias. Em termos de marcas, compro com alguma frequência roupa na Quebramar, Red Oak, Throttleman, Salsa e Tiffosi. Quando era pequenina, muita da minha roupa era da Petit Patapon. Calçado, uso muito ténis, mas, quando procuro outro género de sapatos, opto normalmente pela Camper. As outras marcas não me dizem nada. A Seaside, então, odeio-a! Bijutarias não uso. Joelharia, infelizmente, as minhas marcas de eleição não são portuguesas, contudo as coisinhas do Eugénio Campos também me enchem as vistas!!

Fiquem bem queridas leitoras! :) Espero que este post vos tenha sido útil e que todas vós possam também contribuir um pouco mais para a nossa economia porque acredito que aos poucos ainda vamos voltar a ser o país de prosperidade que éramos há uns séculos atrás.

2 comentários:

  1. Epá obrigada, andava mesmo à procura disto.

    Os nomes das marcas que são lol. Andreia! Que raio de nome! Pior só mesmo Sardinha! Mas se fosse boa marca até comprava!

    Vou ver da Andreia, que realmente já me falaram bem dela.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo, os vernizes da Andreia são bons. São baratos, têm imenso produto e uma vasta gama de cores.

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Hey, muito obrigada por perderes um pouco do teu tempo a comentar o Be Fashion! :) Quero muito saber a tua opinião e prometo responder ao teu comentário neste mesmo post. *

Andy ♥ FacebookInstagramSnapchat