sábado, 27 de fevereiro de 2016

Moda / Look ao Sábado #4 - Into The Jackie.

Aqui em Londres já se começa a sentir a chegada da Primavera. Os dias estão claramente mais compridos e o sol já não se mostra tão tímido nas manhãs ainda geladas. Para vocês terem noção, em meados de Janeiro, os dias começavam a escurecer às 16h e agora o pôr-do-sol é cerca de duas horas depois. Eu, que já estou farta de casacos, interpreto isso como um sinal de que já posso começar a pensar em roupas mais frescas.
Na minha opinião, os macacões não são peças para o dia-a-dia. Sim, são fáceis de conjugar e tudo mais, mas e depois como é quando precisarem de ir à casa-de-banho?! Exacto, não são nada práticos! No entanto, tenho que admitir que adoro a ideia de vestir uma peça e estar pronta para sair, pelo que a sugestão de hoje gira em torno de um macacão, algo que usaria num dia em que não estivesse muito tempo fora de casa. Quanto às cores, eu selecionei tons escuros que ficam sempre bem e não destoam do clima fresco típico dos primeiros dias de Primavera. Uma dica: se quiserem formar um coordenado em tons pretos, optem por algo que tenha um padrão ou usem acessórios coloridos. Assim, vão ficar com um aspecto mais leve, mas, ao mesmo tempo, elegante. Neste caso, eu escolhi um macacão com um padrão geométrico e conjuguei-o com pequenos apontamentos cor-de-rosas. Os ténis com um acabamento metálico e a mochila preta ajudam a tornar esta proposta em algo mais casual e moderno. No geral, todas as peças que escolhi representam algumas das grandes tendências da próxima estação: os metalizados, as mochilas, os padrões e os acessórios ouro rosa.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Cosmética / Double Booster da KIKO.

Quando se vai viver para um sítio cujo clima é mais inóspito, há certos cuidados que devemos começar a ter. Usar cremes corporais mais gordos, séruns hidratantes e beber muita água são apenas alguns exemplos. Eu vim preparada, confesso, pelo que hoje venho-vos dar a minha opinião acerca do Double Booster da KIKO.

- Sérum Facial: Double Booster | KIKO.
Eu sei, a KIKO não é propriamente conhecida pelos seus cuidados faciais, mas a verdade é que este sérum é bastante popular e isso tem a sua razão de ser. É barato, encontra-se várias vezes em promoção e contém ácido hialurónico e niacinamida, dois ingredientes a terem em atenção se procuram um sérum hidratante. Para além disso, não tem silicones nem parabenos. O Double Booster é um sérum bifásico que pode ser aplicado em todo o rosto, inclusive na região periocular, e não arde. Tem alguma fragrância que, na minha opinião, é agradável e suave. Quanto à embalagem (20 ml), confesso que fiquei desiludida. A qualidade não é muita, sendo que o conta-gotas é de fraca resistência e perde produto. Aliás, toda a embalagem em si, que é de vidro, tem um aspecto frágil e que não foi feita para durar. No entanto, o conteúdo vale a pena e todos estes detalhes não afectam a sua eficácia. Como sabem, tenho a pele desidratada e, apesar de Londres ser uma cidade fria e ventosa, o meu rosto não se tem ressentindo. É verdade que eu cuido muito bem dele, mas acho que grande parte do mérito vai para este produto. Eu tenho-o utilizado quase todos os dias, por vezes de manhã e à noite, e noto que a minha pele tem ficado progressivamente mais saudável, bonita e luminosa. Até a linha de desidratação que tenho no meio da testa tem vindo a atenuar! Quanto ao modo de aplicação, a textura líquida, mas ligeiramente viscosa, facilita imenso todo o processo entre o espalhar e a absorção do sérum. Regra geral, costumo utilizar pouco menos do conteúdo de uma pipeta, o que faz com que uma embalagem dure entre um mês e meio a dois. Por mim, o Double Booster tinha sempre um lugar reservado na minha rotina de beleza, mas, infelizmente, nem sempre está disponível na KIKO. Em todo o caso, se o encontrarem à venda, não hesitem! É um produto que recomendo a toda a gente, principalmente se tiverem um orçamento mais limitado.
Preço: 13.90€
Onde comprar? Na KIKO.
Pontuação: ♥♥♥♥♥ ♥♥♥♥ {9/10}
E vocês, já experimentaram os cuidados faciais da KIKO? Se sim, o que acharam?

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Mais Andy / Aleatório do Momento #4.

Eu hoje tinha pensado em imensos temas para vos trazer. Tenho produtos acabados para vos mostrar, uma inspiração de um coordenado já feita e várias reviews que posso escrever, mas apeteceu-me falar de algo um pouco diferente e relacionado com a minha estadia em Londres.
Aposto que não estavam à espera que vos falasse de um supermercado, certo?! Como devem calcular, eu tenho que fazer compras para a casa, de comida e assim, e já tive oportunidade de ir a várias superfícies comerciais. Já fui ao Sainsbury's, ao LIDL, ao Waitrose e ao Tesco, mas o meu grande preferido é o ASDA. O ASDA que tenho perto da minha casa é enorme, tem várias opções vegetarianas e halal, muitas bebidas e iogurtes sem lactose, carnes de animais diferentes e algumas até já vêm temperadas. Aliás, aqui vê-se muito disso: carnes já temperadas. A variedade de frutas e legumes confesso que não é a melhor, mas, no geral, é o melhor supermercado que já fui, não só aqui, como também em Portugal e França. Se viverem no Reino Unido e tiverem um ASDA perto de vocês, aconselho-vos a água, o leite de baunilha e as massas recheadas da marca deles. Os preços são acessíveis, apesar do LIDL ser a superfície mais barata.

E vocês, onde fazem as vossas compras? Em Portugal, gostava muito do Jumbo e em França também.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Wishlist / A Cobiçar #26...

Hoje dei por mim a pensar que há muito tempo não partilhava com vocês as coisas que tenciono adquirir nos próximos meses. Não são muitas, é verdade, por aqui ainda reina a vontade de terminar grande parte dos produtos que tenho em casa e não é por estar num país diferente que vou deixar de cumprir este meu objectivo. Bem, a maioria dos artigos que vos vou mostrar não se encontram à venda em Portugal, mas penso que conseguem encontrá-los online. Em todo o caso, dá para terem uma ideia do que existe em Inglaterra em termos de maquilhagem, cuidados faciais e afins.
A Hylamide é uma das marcas exclusivas da Boots e, por curiosidade, decidi analisar os ingredientes do Booster Low-Molecular HA. A formulação pareceu-me impecável, com leveduras e ácido hialurónico nas primeiras posições, e o preço nada de exorbitante. Este produto foi pensado para ser adicionado a outros cremes, mas eu acho que o vou utilizar como sérum. Ainda na onda dos cuidados faciais, no mês passado, adquiri os Glycolic Fix Daily Cleansing Pads da NIP+FAB que me surpreenderam imenso. Assim sendo, acho que vou dar uma oportunidade à linha Dragon's Blood Fix que promete hidratar e proteger a pele ao mesmo tempo que lhe confere um aspecto repulpado e sem vermelhidões. O MakeUp Eraser já chegou às Sephoras portuguesas e a sua simplicidade seduziu-me ao ponto de o querer comprar. Basicamente, ele promete remover todo o tipo de maquilhagem com apenas uma coisa: água quente! É reutilizável até mais de mil vezes e o seu conceito deixou-me intrigada. Vamos ver se as expectativas correspondem à realidade!

Quanto à maquilhagem, vou aproveitar a minha estadia em Londres para experimentar dois correctores bastante famosos: o Lasting Perfection da Collection e o Dermacolor Camouflage Creme da Kryolan. Por outro lado, tenho imensa curiosidade em relação aos produtos da Charlotte Tilbury. Esta marca nunca me chamou a atenção, o que é normal, visto que eu não gosto de fazer compras online, principalmente quando se trata de artigos dispendiosos. No entanto, ao vivo a história é outra. A loja é deveras bonita e os produtos parecem-me ter qualidade. Do que testei, fiquei especialmente interessada nas bases e nos batons. Ainda não sei o que vou adquirir, mas, à partida, vou apostar numa base. Por fim, quero partilhar com vocês a minha última obsessão: anéis, mais propriamente da Pandora. Isto tem uma razão de ser e toda uma história por trás que um dia, brevemente, espero, vou-vos contar. Entretanto, a verdade é que estou muito tentada a adicionar mais um anel à minha mísera colecção. Neste momento, tenho um grande favorito que, infelizmente, não faz parte da colecção portuguesa.

E vocês, o que gostariam de comprar?

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Maquilhagem / Favoritos de 2015.

Eu acho que não é novidade para ninguém que eu não adoro maquilhagem, nem sequer a utilizo todos os dias. Sim, gosto de me maquilhar e, sim, tenho mais produtos do que qualquer pessoa normal necessita, mas a verdade é que não sou daquelas pessoas que compra todas as paletas que saem no mercado. Para além disso, não gosto de complicar muito uma coisa que, para mim, serve para realçar o que temos de melhor. Isto tudo para vos dizer que foi muito difícil eleger os artigos que conheci, testei e realmente adorei. Muitas categorias não vão estar presentes, pois não fazem parte da minha rotina regular.
A nível de bases, o ano foi dividido em duas partes: antes e depois de França. Basicamente, a Sheer And Perfect da Shiseido liderou 2015 até ter adquirido a Perfection Lumière Velvet da Chanel, coisa que só fiz em Maio. Eu não vos consigo dizer qual é a minha base favorita. A da Chanel tem mais cobertura e confere um aspecto aveludado à pele, enquanto que a da Shiseido é mais natural, mas apenas uniformiza a tez. Quanto aos correctores, redescobri o Erase Paste da Benefit. Para ser sincera, não entendo porque é que este produto é tão menosprezado. Sim, ele acumula um pouco nas linhas de expressão, mas o efeito iluminado que dá à zona das olheiras é tão bonito que vale a pena o investimento. Em relação ao Radiant Creamy Concealer da NARS, também é uma óptima opção, se bem que o que não falta no mercado são bons correctores a preços elevados. O pó HD da MUFE destacou-se por vários motivos: não é demasiado matificante, a embalagem que eu comprei é facilmente transportável e é um pó transparente, pelo que pude utilizá-lo todo o ano. Desde que adquiri a paleta Cheeky Sweet Spot, apercebi-me que os blushes da Benefit são dos que melhor resultam no meu rosto. Eu já era fã do Hervana, mas, no ano passado, rendi-me ao Sugarbomb e ao Rockateur. Já o Cindy-Lou Manizer da theBalm destacou-se em vários campos menos na iluminação. Eu gosto de o utilizar como blush, pois confere um aspecto radiante e bronzeado que me agrada bastante, e para definir o côncavo. Em 2015, rendi-me aos pincéis da Real Techniques e, dos quatro que experimentei, sem dúvida, adorei o Blush Brush e o Expert Face Brush. A Beauty Blender [Review] também foi uma das grandes descobertas do ano passado e, na minha opinião, merece toda a fama que tem.

No que diz respeito à maquilhagem de olhos, não descobri nada de novo. A Naked 3 continua a ser a minha paleta preferida de sempre, enquanto que a Look Of Love [Review] é a minha escolha quando vou passar uns dias fora de casa. Ela acompanhou-me em Budapeste, Lille, Amesterdão... Enfim, eu onde eu estava, ela estava também. A nível de máscaras de pestanas, o destaque vai para a Better Than Sex da TF e a Wonder Perfect da Clarins. Se são fãs de escovas tradicionais, aquelas que não são de silicone, então, tenho a certeza que vão gostar destas duas máscaras. Para as sobrancelhas, o Arch Angel da MeMeMe continua a ser o produto que mais recomendo. No ano passado, adquiri algumas novidades da KIKO. De tudo o que experimentei, fiquei especialmente satisfeita com os batons Unlimited Stylo. As três cores que eu tenho, além de duradouras, são extremamente confortáveis de se usar. Destaco a #12 como sendo um dupe do Rebel da M.A.C e a #13 que é uma cor muito ao estilo da Kylie Jenner. Para hidratar os lábios, usei até à exaustão o Letibalm [Review] e a Geleia Real da Oriflame [Review]. A nível de vernizes, confesso que só comecei a pintar as minhas unhas em Setembro. Talvez por isso, acabei por oscilar mais para os tons escuros, como o #160* da Andreia. Em mim, os vernizes da Andreia comportam-se de uma forma bastante normal, sendo que o que me cativa mais na marca é mesmo o nome (porque será, não é?!).
Eu acho que nunca é tarde para se falar de bons produtos, por isso, digam-me: o que recomendam?
*PR sample

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Maquilhagem / Beauty Blender vs Dupes - eBay e Claire's.

Na maquilhagem, tal como em tudo, existem modas. Quem é que não se lembra de aplicar a base com os pincéis estilo língua de gato? Pessoalmente, nunca fui fã desse método. Em seguida, vieram os duo fibers e os kabukis, como F80 da Sigma. Este tipo de pincéis permaneceu durante muito tempo, sendo que só há coisa de um ano chegou até nós a febre das esponjas. Eu tenho a famosa e original Beauty Blender, mas também adquiri duas dupes, pelo que hoje venho-vos dar a minha opinião sobre elas.
A nível de preços, a Beauty Blender (cor-de-rosa) ronda os 17€, enquanto que a esponja do eBay (lilás) não custa mais do que 2€ e a da Claire's (verde) 4.95€/3 Un. A Beauty Blender está disponível em várias cores, assim como a esponja do eBay. Quanto à da Claire's, penso que as opções são mais limitadas. Como podem ver, eu comprei duas esponjas quase iguais a nível de tamanho e uma mais pequena que pretende imitar a Micro.Mini da Beauty Blender. Esta última tem como função esbater o corrector, esfumar o iluminador e o bronzeador, pelo que não é necessária para executar uma maquilhagem normal do dia-a-dia. Digamos que serve mais para pequenos detalhes, coisa que, na minha opinião, as esponjas normais também conseguem fazer, mas pronto.
Ainda em relação à morfologia das esponjas, é notória uma grande diferença de texturas: a Beauty Blender é mais flexível e fofinha, enquanto que as imitações são muito menos maleáveis. Em contacto com a água, a Beauty Blender é capaz de duplicar o seu volume, dando à base um acabamento bastante natural. No entanto, o mesmo não se verifica com as outras duas esponjas cujo volume permanece inalterado. Infelizmente, para além de não espalharem bem a maquilhagem, também absorvem imenso produto. Por esse motivo, digo-vos que não vale a pena gastarem dinheiro em pseudo-Beauty Blenders.
Agora a questão é: será que a Beauty Blender original é melhor que um vulgo pincel?! Bem, isso depende de vários factores e do que vocês valorizam. A maior vantagem desta esponja é, sem dúvida, o aspecto natural que dá à maquilhagem, mais propriamente à base e ao corrector. Além disso, é uma ferramenta muito versátil, na medida em que permite a aplicação de inúmeros produtos e texturas. Eu já a usei para esbater blushes em pó e não fiquei desiludida. Outro ponto positivo da Beauty Blender é ser capaz de chegar aos mais ínfimos cantos dos rosto. Por outro lado, não é o acessório mais prático para o dia-a-dia. Antes de cada utilização, é necessário humedecer e espremer a esponja, sendo que este processo demora cerca de dois minutos. Depois de retirar todo o excesso de água, é preciso algum tempo e dedicação para aplicar e esbater todos os produtos através de pequenas batidas. Ainda assim, a maior desvantagem da Beauty Blender é o facto de ser muito mais difícil de limpar do que um pincel. A marca aconselha a lavar a esponja depois de cada utilização, coisa que eu nem sempre faço. Se vale a pena todo o trabalho? Sim, vale! É difícil igualar o acabamento que esta esponja dá. No entanto, também não acho que substitua os pincéis, uma vez que estes são muito mais práticos para o dia-a-dia. Se tiverem boas ferramentas, como eu tenho, então, reservem a Beauty Blender para o fim-de-semana. Outra coisa a ter em conta é que uma esponja se estraga mais facilmente do que um pincel, pelo que não é um investimento tão duradouro quanto isso. A minha continua impecável, apenas vai perdendo alguma cor nas lavagens, e isso deve-se ao facto de eu a estimar bem. Não a guardo em ambientes onde possam desenvolver fungos e tento-a limpar com regularidade.

Pontuação: ♥♥♥♥♥ ♥♥♥♥ {8/10} (Beauty Blender)               Pontuação: ♥♥ {2/10} (Dupes)

A Beauty Blender pode ser encontrada nas diversas Sephoras que existem espalhadas pelo país e em algumas farmácias portuguesas. Para os adeptos das compras online, sei que a Maquillalia, a Primor e a RADA Beauty vendem esta marca.

Eu acho que deu para perceber que, apesar de tudo, sou fã da Beauty Blender. E vocês, já aderiram à moda das esponjas? Se sim, qual é a vossa favorita?

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Moda / Look ao Sábado #3 - Valentine's Day.

O Dia dos Namorados é já para a semana e, pela segunda vez em quase cinco anos de blog, não vou deixar passar esta data em branco. Há quem se recuse a celebrar este dia, mas também há quem goste de fazer algo diferente. Ir ao cinema, conhecer um sítio novo ou simplesmente preparar um jantar romântico em casa são três coisas simples que qualquer casal pode e deve fazer para quebrar a monotonia da relação, principalmente se já estiverem juntos há algum tempo. Independentemente do plano, é necessário um conjunto do dia. A minha sugestão de hoje prende-se nos padrões florais e no contraste de cores escuras e claras.
Estar em Londres é ser assaltado por publicidade em todo o lado, inclusive nas casas de banho. Aqui há inúmeras marcas diferentes, muitas delas nunca tinha ouvido falar. De todas as lojas que visitei, a New Look foi aquela que mais me chamou a atenção. Os preços não são puxados e a colecção tem tudo a ver comigo. Eu não sei se a loja envia para Portugal, nem sequer se o compensa fazer, mas sei que a Stradivarius tem peças muito giras. Tendo em conta que Fevereiro ainda é um mês frio, eu acho que contrastes de cores fica sempre bem, principalmente quando a parte de baixo é escura. Além disso, vestir calças escuras é uma óptima forma de dar a ilusão de uma figura mais esguia. Em relação ao calçado, eu sugeri-vos uns botins pretos compensados, pois, regra geral, são confortáveis, elegantes quanto baste e ficam bem com quase tudo o que possam vestir. Quanto aos acessórios, eu gosto sempre de apostar em pequenos detalhes, como uns cristais ou um batom vermelho. Na minha opinião, menos é sempre mais, principalmente quando o objectivo é formular um coordenado romântico. Se quiserem mais inspirações para a próxima semana, espreitem o Look ao Sábado #2

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Portfólio Mensal / Janeiro de 2016.

Como é foi o vosso mês de Dezembro? O meu foi bom. Diverti-me imenso no Natal com a minha família e no resto dos dias também. Fui a um encontro de bloggers, onde conheci e revi algumas meninas, e experimentei restaurantes novos. Muitos e bons por sinal! :) De resto, comecei a preparar tudo para a minha estadia em Londres. Dá para acreditar que está quase a fazer um mês desde que comecei esta nova aventura? Não vou dizer que o tempo passou a voar, mas a verdade é que a primeira semana de Fevereiro já está a terminar.
Tal como vos disse, Dezembro foi um mês tranquilo, pelo que apenas seleccionei três fotos para o representar. Toda a gente sabe qual é o meu animal favorito, certo?! Então, e sabem há quanto tempo eu gosto de koalas? Bem, para ser sincera, nem eu sei, mas diria que há cerca de vinte anos, como podem ver na primeira fotografia em que estou com o meu primo. Por falar no meu primo, digam lá se ele não ficou jeitoso na terceira imagem... Em relação aos brigadeiros, eu comprei-os na BrigaDoce e gostei dos sabores que escolhi, principalmente do de chocolate e hortelã. Quanto à passagem de ano, decidi comemorar com um casal amigo no Uni Sushi, na Ericeira, e depois fomos ver o fogo-de-artifício numa praia lá perto. A comida estava boa, mas houve uma coisa que não me agradou: a distinção entre os combinados. Basicamente, foi desenhado um menu em específico para a ocasião. Até aqui tudo bem, o problema é que alguns combinados tinham peças mais caras que outros, o que não faz sentido tendo em conta que o preço era o mesmo. Por fim, mostro-vos um dos meus jantares de despedida e também a última grande aquisição de 2015: uma mala da Michael Kors. Se acompanham o meu blog há algum tempo, sabem deste meu desejo e, felizmente, consegui concretizá-lo mais cedo do que esperava!
Ainda antes de ir para Londres, estive bastante activa no Snapchat, onde partilhei alguns momentos dos meus últimos dias em Portugal, assim como a primeira foto que estão a ver na montagem. A convite do Zomato, encerrei a onda dos jantares de despedida no Soul Sushi e, digo-vos, está no top 3 dos meus restaurantes favoritos. Não é um sítio para todas as carteiras, mas eu não posso deixar de vos recomendar. Em cima, podem ver as duas entradas que pedimos: tempura de camarão e carpaccio de vieira. De todos os pratos que provei, destaco as vieiras e os gunkans como sendo obrigatórios. No entanto, a tempura também estava óptima, assim como a sobremesa e todas as outras peças de sushi que degustei. Já nas terras da rainha, e numa perspectiva bem mais barata, tenho que vos falar do Bagel Factory. Se são como eu e gostam de almoços rápidos e práticos, então, têm que ir a um dos quiosques que existem espalhados pela cidade. Eu já experimentei três bagels diferentes e, até agora, o meu favorito é o The Classic (salmão fumado, queijo creme, limão e pimenta preta). Os Dunkin' Donuts são como o Starbucks dos donuts e era outro sítio que estava desejosa de conhecer. É certo que os donuts não são caseiros, nem sabem a isso, pelo que não é algo que goste de comer com frequência. Eu não fiquei arrependida, pois corresponderam exactamente àquilo que eu esperava.